IMPRENSA

Grife D’Cela ganha espaço em prédio público para venda de artesanatos

03.08.2018 · Utilidade Pública
  • dcela0012

A linha de produtos artesanais confeccionada pelas presidiárias do Estabelecimento Penal Feminino de São Gabriel do Oeste (EPFSGO), ganhou um espaço para venda no antigo prédio da Prefeitura Municipal, que hoje abriga os Projetos da Secretaria de Cultura. Com o lema “Costurando a liberdade com dignidade”, a grife D’Cela produz desde caixas decoradas a bolsas e carteiras.

 

O projeto de produção, implantado em maio de 2016, surgiu através de uma iniciativa da 1ª Vara de Execução da comarca em parceira com o Novo Conselho da Comunidade e a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), com o objetivo inicial de qualificar através do artesanato, dando uma segunda chance as mulheres de recomeçar suas vidas com uma nova profissão.

 

Para a juíza Samantha Ferreira Baione, a ideia do projeto é de que as detentas desenvolvam noções sobre as atividades empresariais. “Elas participam desde a escolha do produto que será confeccionado ao tecido a ser utilizado, trabalhando com a composição do preço do produto. Conhecer todas as etapas de produção, os riscos e os prejuízos ajudam na abertura do negócio próprio”, comentou a juíza.

 

“O legal deste projeto é que nem sempre essas mulheres conseguem sair do estabelecimento penal e ingressar no mercado de trabalho formal, pois muitas vezes não possuem qualificação, além de existir também um certo preconceito com o fato de se ter cumprido uma pena. Assim, as atividades que elas aprendem dentro do ateliê são atividades que podem ser desenvolvidas dentro da própria casa, com baixo custo e que pode dar um bom retorno financeiro”, enfatizou a juíza Samantha.

 

A D’Cela se mantém com a venda do artesanato produzido pelas detentas e tem participação fundamental do Conselho da Comunidade. Através dele são adquiridos os materiais para a confecção do artesanato, a contratação do profissional para dar aula para as internas, entre outros. “O projeto possui um grande viés social. E nós agradecemos esse espaço disponibilizado pela prefeitura para o projeto. Adquirindo um produto em exposição, a comunidade contribui para o recomeço dessas mulheres”, finalizou a juíza.

 

Participaram também da inauguração do espaço, o vereador Vagner Trindade, a secretária de Educação, Kalícia de Brito França, os promotores, Isabelle Albuquerque dos Santos Rizzo e Daniel Higa de Oliveira, o juíz Eduardo Eugênio Siravegna Júnior, advogados e representantes da Agepen.

 

Com a exposição permanente, o atendimento no local será em horário comercial. O ateliê D’Cela aceita encomendas de todo o Estado e não há cobrança de taxa de frete. As encomendas podem ser feitas pelo e-mail d.celasgo@gmail.com.

Para navegação via teclado,
utilize a combinação de teclas
conforme o modelo abaixo:
ALT + [N° de atalho]

Atalhos de navegação:
Atalhos para contraste do site:
7 Cor original
8 Com contraste
Tamanho da Fonte
A+ A-